O Dia de Sobrecarga da Terra

O Dia de Sobrecarga da Terra, que marca o ponto do ano em que nossa demanda por serviços e recursos naturais ultrapassa a capacidade da Terra de se regenerar, está se aproximando. Neste ano, o Earth Overshoot Day ocorrerá em 02 de agosto, enquanto em 2021 e 2022 foi em 29 de julho e 28 de julho, respectivamente.

É importante ressaltar que, em comparação com o ano passado, nossos recursos durarão cinco dias a mais em 2023. No entanto, ainda é alarmante perceber como nossa “conta bancária” de recursos naturais está diminuindo. A partir de 03 de agosto, estaremos excedendo nossa capacidade sustentável e entrando no “cheque especial” em termos de consumo de recursos.

Essa tendência de antecipação do Dia de Sobrecarga da Terra é preocupante. Na década de 70, essa data ocorria em 29 de dezembro, e em 2000, no início de outubro. Agora, estamos enfrentando essa situação crítica entre o final de julho e o início de agosto. Isso indica que estamos esgotando os recursos naturais da Terra a um ritmo alarmante, exigindo ações urgentes para reverter essa tendência e garantir um futuro sustentável para as gerações futuras.

O Earth Overshoot Day marca a data em que a demanda da humanidade por recursos ecológicos (peixes e florestas, por exemplo) e serviços em um determinado ano excede o que a Terra pode regenerar naquele ano. Mantemos esse déficit liquidando estoques de recursos e acumulando resíduos, principalmente dióxido de carbono na atmosfera. Andrew Simms originalmente concebeu o conceito do Earth Overshoot Day enquanto trabalhava no think tank britânico New Economics Foundation.

Medindo a Riqueza Ecológica

Assim como um extrato bancário rastreia a receita em relação às despesas, a Global Footprint Network mede a demanda de uma população e o fornecimento de recursos e serviços dos ecossistemas. Esses cálculos servem como base para calcular o Dia da Sobrecarga da Terra.

Do lado da oferta, a biocapacidade de uma cidade, estado ou nação representa sua área biologicamente produtiva de terra e mar, incluindo florestas, pastagens, terras agrícolas, áreas de pesca e áreas construídas.

Do lado da demanda, a Pegada Ecológica mede a demanda de uma população por alimentos vegetais e produtos de fibra, gado e produtos pesqueiros, madeira e outros produtos florestais, espaço para infraestrutura urbana e floresta para absorver suas emissões de dióxido de carbono de combustíveis fósseis.

Ambas as medidas são expressas em hectares globais – hectares padronizados e comparáveis ​​globalmente com produtividade média mundial. Um hectare equivale a 10.000 metros quadrados ou 2,47 acres

A Pegada Ecológica de cada cidade, estado ou nação pode ser comparada à sua biocapacidade. Se a demanda de uma população por ativos ecológicos exceder a oferta, essa região terá um déficit ecológico. Uma região com déficit ecológico atende a demanda importando, liquidando seus próprios ativos ecológicos (como a sobrepesca) e/ou emitindo dióxido de carbono na atmosfera.

Em nível global, déficit ecológico e superação são iguais, já que não há importação líquida de recursos para o planeta.

História

O conceito de Dia da Sobrecarga da Terra foi concebido pela primeira vez por Andrew Simms, do think tank britânico New Economics Foundation , que fez parceria com a Global Footprint Network em 2006 para lançar a primeira campanha global do Dia da Sobrecarga da Terra. A WWF , a maior organização de conservação do mundo, participa do Earth Overshoot Day desde 2007.  

Espera-se que entre 70% e 80% de todas as pessoas vivam em áreas urbanas até 2050. Consequentemente, o planejamento de cidades inteligentes e as estratégias de desenvolvimento urbano são fundamentais para garantir que haja regeneração biológica suficiente para evitar a demanda humana excessiva que a desgastaria. 

Os exemplos incluem edifícios energeticamente eficientes, zoneamento integrado, cidades compactas e opções eficazes para transporte público e movido a pessoas. Eles são criativos, economicamente viáveis ​​e prontos para implantação em grande escala. Com eles, podemos nos tornar mais resilientes. Se mudarmos a data 6 dias a cada ano, a humanidade pode estar fora do limite antes de 2050. 

O Objetivo de Desenvolvimento Sustentável 11 da ONU, Cidades e Comunidades Sustentáveis, apresenta várias metas para 2030, incluindo:

  • reduzir o impacto ambiental adverso per capita das cidades.
  • fornecer acesso a sistemas de transporte seguros, baratos, acessíveis e sustentáveis ​​para todos, principalmente por meio da expansão do transporte público.
  • melhorar a urbanização inclusiva e sustentável e a capacidade de planejamento e gestão de assentamentos humanos participativos, integrados e sustentáveis ​​em todos os países.

Quanto mais cedo empresas, cidades e países planejarem com antecedência e se prepararem para o futuro previsível, maiores serão suas chances de prosperar.

Existe um imenso poder de possibilidade nas muitas soluções existentes (abaixo) que estão prontas para serem implantadas em escala. Com eles, podemos nos tornar mais resilientes e #MoveTheDate do Dia da Sobrecarga da Terra.

Qual o papel das empresas?

Quanto mais cedo as empresas, cidades e países planejarem com antecedência e se prepararem para o futuro previsível, maiores serão suas chances de prosperar.

Existe um imenso poder de possibilidade nas muitas soluções existentes (abaixo) que estão prontas para serem implantadas em escala. Com eles, podemos nos tornar mais resilientes e #MoveTheDate do Dia da Sobrecarga da Terra.

A academia Lixo Zero desempenha um papel crucial ao contribuir para a mudança de padrões das empresas em relação à gestão de resíduos e à sustentabilidade. Ao promover a adoção de princípios e práticas Lixo Zero, essa abordagem holística pode oferecer benefícios significativos para as empresas em sua jornada rumo à sustentabilidade e ao alinhamento com os objetivos do Dia de Sobrecarga da Terra.

  1. Conscientização e Educação: A academia Lixo Zero pode fornecer treinamentos e workshops para funcionários e gestores de empresas, conscientizando-os sobre os impactos negativos dos resíduos e a importância de adotar práticas mais sustentáveis. Isso permite que os colaboradores compreendam a relevância da mudança e ajuda a criar uma cultura corporativa mais voltada para a sustentabilidade.
  2. Implementação de Programas Lixo Zero: A academia pode ajudar empresas a desenvolver e implementar programas Lixo Zero, adaptados às necessidades específicas de cada organização. Isso inclui a criação de metas claras e mensuráveis de redução de resíduos, a identificação de oportunidades para a reciclagem, reutilização e compostagem, bem como o estabelecimento de parcerias com fornecedores sustentáveis.
  3. Identificação de Oportunidades de Economia Circular: Através de pesquisas e estudos, a academia Lixo Zero pode ajudar as empresas a identificar oportunidades de economia circular em suas operações. Isso envolve a repensar os processos de produção, embalagem e distribuição para maximizar a eficiência dos recursos e reduzir a quantidade de resíduos gerados.
  4. Pesquisa e Desenvolvimento de Tecnologias Sustentáveis: A academia pode realizar pesquisas para desenvolver e aprimorar tecnologias sustentáveis que possam ser aplicadas pelas empresas. Isso inclui a busca por alternativas de materiais mais ecológicos, processos de produção mais limpos e métodos inovadores de reciclagem e reutilização.
  5. Certificações e Reconhecimentos: A academia Lixo Zero pode ajudar empresas a obter certificações e reconhecimentos relacionados à sustentabilidade, como a Certificação Lixo Zero ou outras normas de gestão ambiental. Esses selos de qualidade podem não apenas aumentar a reputação da empresa, mas também a incentivar a busca contínua por práticas sustentáveis.
  6. Engajamento com a Comunidade: Através de parcerias com a academia Lixo Zero, as empresas podem se envolver com a comunidade e demonstrar seu compromisso com a sustentabilidade. Isso pode incluir a realização de eventos de conscientização, programas de voluntariado ambiental ou ações de educação em escolas e instituições locais.

No geral, a academia Lixo Zero desempenha um papel estratégico ao fornecer conhecimento, suporte técnico e orientação para empresas que desejam se tornar mais sustentáveis e reduzir sua pegada de resíduos. Ao adotar uma abordagem Lixo Zero, as empresas podem não apenas contribuir para adiar o Dia de Sobrecarga da Terra, mas também prosperar economicamente ao abraçar a inovação, a eficiência e a responsabilidade ambiental.

Fontes: 

https://sustentai.com/dia-de-sobrecarga-da-terra/

https://www.overshootday.org/

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Este curso é recomendado para profissionais da área ambiental, gestores públicos, educadores, ativistas ambientais e todos aqueles interessados ​​em se destacar no mercado sustentável. Se você está em busca de uma formação completa e reconhecida na área de gestão ambiental, o Curso Consultor Lixo Zero é ideal para você.

Um dos grandes desafios enfrentados diariamente por muitas empresas é a gestão de grandes volumes...

conheça nossos cursos

Atuando como um canal de formação, a Academia Lixo Zero estrutura-se em diversas áreas de...

16NOV_Sustentabilidade

Investir em sustentabilidade nas empresas é fundamental não apenas como uma resposta ética aos desafios...

06NOV_Noticia

Considerando que o Mercado Internacional está fortemente voltado à importância e alerta para as Mudanças...

Versao_Menor

Cumprir a responsabilidade ambiental corporativa (RSC) significa que as empresas devem assumir a responsabilidade de...

curso_academia_lixo_zero

A capacitação em gestão de resíduos sólidos representa um investimento estratégico fundamental para as empresas...

LR_academia_lixo_Zero1

A gestão adequada de resíduos sólidos e a redução do impacto ambiental tornaram-se prioridades globais,...

academia_lixo_zero

Espera-se que os resíduos globais aumentem para 3,40 mil milhões de toneladas até 2050, mais...

PALESTRA
Economia Circular e Lixo Zero

A Economia Circular é outra temática muito importante que a Academia Lixo Zero aborda em seus treinamentos e palestras. Ela se baseia na ideia de que os recursos naturais são limitados e, por isso, é fundamental que sejam utilizados de forma mais eficiente e sustentável, evitando o desperdício e a geração excessiva de resíduos.

A Economia Circular propõe um modelo de produção e consumo que busca manter os materiais em uso pelo maior tempo possível, evitando que sejam descartados e transformando-os em novos produtos ou matérias-primas. Isso significa repensar a forma como os produtos são projetados, fabricados, utilizados e descartados, de forma a reduzir a geração de resíduos e a maximizar o valor dos recursos naturais.

A Academia Lixo Zero oferece essa palestra buscando apresentar os conceitos da Economia Circular, suas oportunidades e desafios, bem como exemplos práticos de empresas que estão adotando esse modelo de negócio. Nossa palestra aborda desde a gestão adequada dos resíduos no modelo lixo zero até a implementação de estratégias de economia circular em diferentes setores da economia.

PALESTRA
ESG, ODS e Lixo Zero

A temática ESG tem ganhado cada vez mais destaque no mundo corporativo, uma vez que as empresas têm percebido que seus resultados financeiros e sua reputação estão diretamente relacionados com seu desempenho ambiental, social e de governança.

Por isso, a Academia Lixo Zero busca apresentar conceitos e boas práticas relacionados à gestão ambiental, responsabilidade social e governança corporativa. Nosso objetivo nesta palestra é ajudar as empresas a compreenderem como esses temas se relacionam e como podem ser implementados em suas atividades cotidianas, para que possam gerar um impacto positivo na sociedade e no meio ambiente.

Além disso, abordamos também os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que representam um conjunto de metas globais que buscam erradicar a pobreza, proteger o planeta e promover a paz e a prosperidade para todos. Os ODS são uma referência importante para as empresas que desejam adotar práticas sustentáveis e contribuir para o desenvolvimento sustentável global.

PALESTRA
Resíduos, Lixo Zero e Certificação

A Gestão de Resíduos é uma preocupação crescente no mundo moderno, onde a sustentabilidade se tornou um aspecto crucial para a saúde do nosso planeta e o bem-estar das futuras gerações. Visando promover este conceito vital, a palestra “Resíduos, Lixo Zero e Certificação Lixo Zero” foi pensada para atender às necessidades das empresas e organizações que buscam compreender, mas também implementar práticas sustentáveis em sua gestão de resíduos.

O foco principal desta palestra é explorar os fundamentos da gestão de resíduos sob a ótica do Lixo Zero. Ela aborda uma variedade de estratégias eficazes para minimizar a geração de resíduos, destacando a importância da redução na fonte, reutilização e reciclagem. Estas práticas são essenciais não apenas para a redução do impacto ambiental, mas também para a promoção de um estilo de vida e de operações empresariais mais sustentáveis.

Um aspecto chave da palestra é a introdução à Certificação Lixo Zero. Esta seção detalha os critérios necessários para que uma organização seja reconhecida como Lixo Zero, além de discutir os benefícios significativos dessa certificação. Tais benefícios não se limitam apenas a melhorias ambientais, mas também incluem vantagens competitivas no mercado e a valorização da imagem corporativa.