As 10 Cidades mais sustentáveis do Mundo

Copenhagen, Dinamarca

Em primeiro lugar, todos os seus ônibus estão mudando de diesel para energia elétrica. Além disso, mais de suas estradas estão sendo feitas especificamente para o ciclismo, com bicicletas elétricas sendo vendidas a baixo custo.

Outra coisa legal sobre Copenhague é que dois terços de seus hotéis são certificados ecologicamente, indicando que eles seguem os principais padrões de energia, alimentação e design sustentáveis. Muitos de seus restaurantes vendem alimentos feitos de ingredientes orgânicos e possuem máquinas de venda automática onde você pode reciclar os materiais e receber um depósito.

Copenhague espera se tornar neutra em carbono até 2025. Com todos esses desenvolvimentos positivos, é difícil não pensar que esta é a cidade mais ecológica.

 

Zurique, Suíça

Aqui estão algumas estatísticas que mostram porquê Zurique está no topo de nossa lista de cidades ecologicamente corretas do mundo:

  • Mais de 80% de sua eletricidade vem de fontes renováveis ​​de energia.
  •  Mais de 40% dos resíduos da cidade são reciclados.
  • Mais de 70% de seus hotéis são certificados de sustentabilidade. Semelhante a Copenhague, eles têm bicicletas por toda a cidade e oferecem gratuitamente.

Londres, Reino Unido

Uma das grandes coisas que torna Londres uma cidade ecológica é que ela tem mais de três mil espaços verdes e parques, o que representa 40% da cidade. Londres espera atingir zero emissões líquidas de gases de efeito estufa até 2050 e vem investindo alto em ônibus híbridos diesel-elétricos. Espera-se que até 2037 todos produzam emissões zero.

Nova York, Eua

Por mais surpreendente que possa parecer, a cidade de Nova York também é considerada uma das mais ecológicas do mundo. A maioria de seus apartamentos estão sendo construídos com tecnologia aquecimento e preservação da água e a maioria de seus cidadãos estão dirigindo carros de baixa emissão. A jardinagem urbana se tornou um grande sucesso na Big Apple. Pequenos jardins estão sendo colocados em varandas, terraços, telhados e edifícios.

Paris, França

Com um tratado internacional sobre mudança climática com o seu nome, Paris é considerada muito amiga do meio ambiente. A cidade viu uma queda de 9,2% nas emissões de gases de efeito estufa no período de dez anos entre 2004 e 2014 e continua implementando mais iniciativas que incentivam a mobilidade sustentável e ajudam a criar uma cidade mais sustentável.

Tóquio, Japão

A cidade espera que até 2030, 50% de todos os carros novos vendidos tenham emissão zero. Tóquio também planeja ter 30% de sua cidade administrada por fontes de energia renováveis e também continua a chamar atenção por ter um dos sistemas de transporte público de menor emissão de carbono em todo o mundo.

Reykjavik, Islândia

Reykjavik é reconhecida por possuir uma variedade de recursos hidrelétricos e geotérmicos naturais. Como resultado, a cidade pode ser totalmente alimentada por fontes de energia renováveis ​​sem custar muito. A maior parte da eletricidade de Reykjavik é alimentada por barragens hidrelétricas construídas em rios glaciais. O aquecimento dos edifícios vem de fontes naturais de calor.

Este é definitivamente um exemplo de uma cidade que usa todos os recursos de que dispõe a seu favor para uma comunidade mais verde.

Berlim, Alemanha

A cidade de Berlim tem mais de 30% de sua cidade repleta de bosques e áreas verdes.As pessoas que moram lá preferem usar o transporte público e preferem produzir vestimentas e móveis em oficinas de bricolagem em vez de comprar novos itens. Aos poucos, a cidade vem começando a atingir seu potencial ecologicamente correto.

Estocolmo, Suécia

Estocolmo espera se tornar completamente livre de combustíveis fósseis até 2040. Uma das coisas que os ajudam a trabalhar nesse sentido é o biocombustível gerado a partir de esgoto. A cidade também planeja reutilizar o calor desperdiçado em um estádio para aquecer lojas, restaurantes e casas.

Cingapura, Cidade-Estado

Cingapura está trabalhando para tornar 80% dos seus edifícios mais verdes até 2030. A cidade quer se tornar uma das cidades mais verdes do mundo no futuro. Mas, por enquanto, eles são considerados a cidade mais verde da Ásia.

Quase 40% da água de Cingapura vem de água usada que foi purificada e tratada. Com tanta inovação, a cidade certamente se tornará uma líder em sustentabilidade nos próximos anos.

Não vimos nenhuma cidade brasileira por aqui, né?

Isso é sinal de que estamos precisando assumir mais responsabilidade nesse sentido. É preciso uma pessoa de cada vez, começando por você. Faça sua parte, não se canse de aprender cada vez mais sobre como iniciar um estilo de vida sustentável e ajude os outros a se tornarem mais conscientes de como fazer isso também. Juntos, podemos inspirar nossas comunidades a se tornarem mais ecologicamente corretas e a criar um meio ambiente mais sustentável.

 

Fonte: The Sustainable Living Guide

Por Redação Pensamento Verde

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Uma resposta

  1. Moro em um conjunto habitacional CDHU, destinado a famílias de baixo IDH-m, alto e muito alto IVS.
    Lutamos a mais de duas décadas, para:
    * Instalação de lixeiras em conceito de coleta seletiva;
    * Coleta de óleo de frituras para produção de sabão artesanal;
    * Instalação de aquecedores SOLAR de baixo custo -ASBC
    * Construção de cisternas para captação de água da chuva( para uso específico), entre outras ações de interesse da Comunidade.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Este curso é recomendado para profissionais da área ambiental, gestores públicos, educadores, ativistas ambientais e todos aqueles interessados ​​em se destacar no mercado sustentável. Se você está em busca de uma formação completa e reconhecida na área de gestão ambiental, o Curso Consultor Lixo Zero é ideal para você.

Um dos grandes desafios enfrentados diariamente por muitas empresas é a gestão de grandes volumes...

CAPAS BLOG

Na última Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal, que aconteceu no dia 20 de...

CARBON Zeros capas blog - 7

A cidade de Florianópolis, famosa por suas praias de águas cristalinas e paisagens naturais preservadas,...

capa_blog_reduzido ACAD

A gestão de resíduos sólidos desempenha um papel fundamental na busca pela sustentabilidade empresarial, pois...

Versao_Menor

O ODS 11, que busca promover cidades sustentáveis e resilientes, destaca a importância da gestão...

Versao_Menor

Poluição plástica Não vamos reciclar a nossa saída da crise da poluição plástica: precisamos de...

Versao_Menor

Incêndio em Teresópolis: lixão está há 28 anos à espera de regulamentação Município aguarda reunião...

Versao_Menor

A ‘economia azul’ é um conceito emergente que incentiva a exploração sustentável, a inovação e...

PALESTRA
Economia Circular e Lixo Zero

A Economia Circular é outra temática muito importante que a Academia Lixo Zero aborda em seus treinamentos e palestras. Ela se baseia na ideia de que os recursos naturais são limitados e, por isso, é fundamental que sejam utilizados de forma mais eficiente e sustentável, evitando o desperdício e a geração excessiva de resíduos.

A Economia Circular propõe um modelo de produção e consumo que busca manter os materiais em uso pelo maior tempo possível, evitando que sejam descartados e transformando-os em novos produtos ou matérias-primas. Isso significa repensar a forma como os produtos são projetados, fabricados, utilizados e descartados, de forma a reduzir a geração de resíduos e a maximizar o valor dos recursos naturais.

A Academia Lixo Zero oferece essa palestra buscando apresentar os conceitos da Economia Circular, suas oportunidades e desafios, bem como exemplos práticos de empresas que estão adotando esse modelo de negócio. Nossa palestra aborda desde a gestão adequada dos resíduos no modelo lixo zero até a implementação de estratégias de economia circular em diferentes setores da economia.

PALESTRA
ESG, ODS e Lixo Zero

A temática ESG tem ganhado cada vez mais destaque no mundo corporativo, uma vez que as empresas têm percebido que seus resultados financeiros e sua reputação estão diretamente relacionados com seu desempenho ambiental, social e de governança.

Por isso, a Academia Lixo Zero busca apresentar conceitos e boas práticas relacionados à gestão ambiental, responsabilidade social e governança corporativa. Nosso objetivo nesta palestra é ajudar as empresas a compreenderem como esses temas se relacionam e como podem ser implementados em suas atividades cotidianas, para que possam gerar um impacto positivo na sociedade e no meio ambiente.

Além disso, abordamos também os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que representam um conjunto de metas globais que buscam erradicar a pobreza, proteger o planeta e promover a paz e a prosperidade para todos. Os ODS são uma referência importante para as empresas que desejam adotar práticas sustentáveis e contribuir para o desenvolvimento sustentável global.

PALESTRA
Resíduos, Lixo Zero e Certificação

A Gestão de Resíduos é uma preocupação crescente no mundo moderno, onde a sustentabilidade se tornou um aspecto crucial para a saúde do nosso planeta e o bem-estar das futuras gerações. Visando promover este conceito vital, a palestra “Resíduos, Lixo Zero e Certificação Lixo Zero” foi pensada para atender às necessidades das empresas e organizações que buscam compreender, mas também implementar práticas sustentáveis em sua gestão de resíduos.

O foco principal desta palestra é explorar os fundamentos da gestão de resíduos sob a ótica do Lixo Zero. Ela aborda uma variedade de estratégias eficazes para minimizar a geração de resíduos, destacando a importância da redução na fonte, reutilização e reciclagem. Estas práticas são essenciais não apenas para a redução do impacto ambiental, mas também para a promoção de um estilo de vida e de operações empresariais mais sustentáveis.

Um aspecto chave da palestra é a introdução à Certificação Lixo Zero. Esta seção detalha os critérios necessários para que uma organização seja reconhecida como Lixo Zero, além de discutir os benefícios significativos dessa certificação. Tais benefícios não se limitam apenas a melhorias ambientais, mas também incluem vantagens competitivas no mercado e a valorização da imagem corporativa.