Por que a valorização de resíduos melhora indicadores de ESG

A economia linear, na qual ciclo produtivo se resume a “extrair-produzir-desperdiçar”, levou nossa civilização à escassez de recursos, à produção descontrolada de gases do efeito estufa (GEEs) e à poluição dos ecossistemas. Uma forma de reverter essas questões de extrema relevância para o planeta é aproveitar ao máximo os materiais que já foram extraídos e que estão em circulação na cadeia produtiva. Assim, a valorização de resíduos se impõe como um caminho fundamental para empresas verdadeiramente empenhadas em melhorar seus indicadores de ESG.

Da mesma forma que os recursos naturais, o espaço para depositar resíduos de forma segura tanto para o meio ambiente quanto para a saúde das pessoas também é limitado. Por isso é tão importante substituir o caminho linear por uma economia circular e, assim, por meio de processos físico-mecânicos, químicos, térmicos e biológicos, converter o resíduo em recurso material ou energético.

A mudança no ciclo de utilização e descarte de materiais é um importante mecanismo para minimizar os resíduos destinados de maneira inadequada a aterros sanitários e lixões. Ao mesmo tempo, contribui para maximizar a recuperação dos materiais empregados, por meio da reutilização e melhor aproveitamento deles. 

Como poucas iniciativas, a valorização de resíduos é um processo que responde a critérios nos três pilares do ESG – ambiental, social e de governança. Neste artigo, a Ambipar explica de que forma a valorização de resíduos pode beneficiar as empresas e até mesmo aumentar sua lucratividade. Confira! 

1. Diminui a necessidade do consumo de recursos naturais

Ao serem manejados de modo a potencializar seu uso, os resíduos adquirem valor comercial e podem ser reaproveitados ou reciclados em forma de novas matérias-primas ou novos insumos. Muitos resíduos, depois de serem devidamente separados e tratados, podem ser utilizados para fabricação de novos produtos, diminuindo a necessidade de se extrair matéria virgem do ambiente. 

O exemplo mais popular dos reaproveitáveis são os plásticos, papéis, metais e vidros, mas uma infinidade de outros materiais pode ser reincorporada à cadeia produtiva das indústrias. Isto ajuda a reduzir não apenas a extração de recursos naturais, mas também o consumo hídrico e energético da produção.

O processo de valorização agronômica desenvolvido pela Ambipar, por exemplo, transforma os resíduos orgânicos das empresas parceiras condicionadores de solo bioestabilizados, sendo inclusive certificados como insumo para a agricultura orgânica. Além de viabilizar o uso de matéria orgânica, esses produtos potencializam a produção por área agricultável, otimizando o uso do solo.

2. Reduz emissões de carbono

Na mesma linha do que foi exposto no item anterior, a reintrodução dos resíduos na cadeia produtiva reduz as emissões que seriam decorrentes processo de descarte desses materiais, da extração de matéria-prima da natureza e, consequentemente, do processo de fabricação de novos produtos.

No caso de materiais orgânicos, como restos de alimentos, podas de árvores, entre outros, ao serem destinados à compostagem e retornarem como adubo orgânico utilizado pela agricultura, deixam de emitir GEEs de sua decomposição descontrolada em aterros e lixões. 

3. Destina menos lixo a aterros sanitários

É necessário aprender a explorar todo o potencial de riqueza ainda disponível nos resíduos das diversas indústrias. Quando os resíduos voltam a ser introduzidos na cadeia produtiva, deixam de ser descartados, prolongando o uso dos materiais e deixando de ocupar espaço em aterros sanitários. Dessa forma, as usinas de valorização de resíduos ajudam a ampliar a vida útil dos aterros sanitários, diminuindo a necessidade de ampliação de áreas destinadas a este fim.

4. Economiza energia

A valorização de resíduos pode não apenas economizar o consumo energético, como gerar energia. A economia ocorre ao suprimir a logística de armazenamento e descarte dos resíduos e também no processamento de novos materiais. Por outro lado, também é possível gerar energia a partir do potencial calorífico dos resíduos e dos biogases gerados por matéria orgânica. 

5. Gera empregos

A economia circular e a valorização de resíduos geram oportunidades para o desenvolvimento de novas funções e mercados. De modo mais imediato, as usinas ou setores industriais de separação e tratamento de materiais beneficiam a população ao criar condições de emprego e geração de renda.

Mas também é possível pensar no desenvolvimento do mercado de equipamentos e operação de maquinaria voltada ao processo de reaproveitamento de resíduos, bem como a ampliação de empresas que investem na fabricação de novos produtos sustentáveis. Tudo isso gera espaço para novos postos de trabalho.

Como transformar resíduo em valor

Consenso atual, a produção de resíduos provoca impactos ambientais e na vida das pessoas na saúde, assim como a extração de recursos naturais para a produção de bens de consumo já ultrapassa a capacidade de regeneração e oferta dos ambientes naturais. Por isso, saber analisar o ciclo de vida e uso de materiais e produtos é crucial para definir estratégias de valorização de resíduos. 

Com mais de 25 anos de expertise em diversas frentes de gestão ambiental, a Ambipar desenvolve projetos e soluções de valorização de resíduos mais adequados à realidade das empresas. Com tecnologia, visão inovadora e de compliance, a empresa auxilia parceiros de diversas indústrias a alcançarem seu maior potencial de aproveitamento dos resíduos, tornando a cadeia produtiva cada vez mais limpa e auto-sustentável. 

 

Redação: Redação Ambipar
Fonte: Ambipar

Gostou deste conteúdo? Compartilhe!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Posts Relacionados

Este curso é recomendado para profissionais da área ambiental, gestores públicos, educadores, ativistas ambientais e todos aqueles interessados ​​em se destacar no mercado sustentável. Se você está em busca de uma formação completa e reconhecida na área de gestão ambiental, o Curso Consultor Lixo Zero é ideal para você.

Um dos grandes desafios enfrentados diariamente por muitas empresas é a gestão de grandes volumes...

CAPAS BLOG

Na última Comissão de Meio Ambiente do Senado Federal, que aconteceu no dia 20 de...

CARBON Zeros capas blog - 7

A cidade de Florianópolis, famosa por suas praias de águas cristalinas e paisagens naturais preservadas,...

capa_blog_reduzido ACAD

A gestão de resíduos sólidos desempenha um papel fundamental na busca pela sustentabilidade empresarial, pois...

Versao_Menor

O ODS 11, que busca promover cidades sustentáveis e resilientes, destaca a importância da gestão...

Versao_Menor

Poluição plástica Não vamos reciclar a nossa saída da crise da poluição plástica: precisamos de...

Versao_Menor

Incêndio em Teresópolis: lixão está há 28 anos à espera de regulamentação Município aguarda reunião...

Versao_Menor

A ‘economia azul’ é um conceito emergente que incentiva a exploração sustentável, a inovação e...

PALESTRA
Economia Circular e Lixo Zero

A Economia Circular é outra temática muito importante que a Academia Lixo Zero aborda em seus treinamentos e palestras. Ela se baseia na ideia de que os recursos naturais são limitados e, por isso, é fundamental que sejam utilizados de forma mais eficiente e sustentável, evitando o desperdício e a geração excessiva de resíduos.

A Economia Circular propõe um modelo de produção e consumo que busca manter os materiais em uso pelo maior tempo possível, evitando que sejam descartados e transformando-os em novos produtos ou matérias-primas. Isso significa repensar a forma como os produtos são projetados, fabricados, utilizados e descartados, de forma a reduzir a geração de resíduos e a maximizar o valor dos recursos naturais.

A Academia Lixo Zero oferece essa palestra buscando apresentar os conceitos da Economia Circular, suas oportunidades e desafios, bem como exemplos práticos de empresas que estão adotando esse modelo de negócio. Nossa palestra aborda desde a gestão adequada dos resíduos no modelo lixo zero até a implementação de estratégias de economia circular em diferentes setores da economia.

PALESTRA
ESG, ODS e Lixo Zero

A temática ESG tem ganhado cada vez mais destaque no mundo corporativo, uma vez que as empresas têm percebido que seus resultados financeiros e sua reputação estão diretamente relacionados com seu desempenho ambiental, social e de governança.

Por isso, a Academia Lixo Zero busca apresentar conceitos e boas práticas relacionados à gestão ambiental, responsabilidade social e governança corporativa. Nosso objetivo nesta palestra é ajudar as empresas a compreenderem como esses temas se relacionam e como podem ser implementados em suas atividades cotidianas, para que possam gerar um impacto positivo na sociedade e no meio ambiente.

Além disso, abordamos também os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável (ODS) da ONU, que representam um conjunto de metas globais que buscam erradicar a pobreza, proteger o planeta e promover a paz e a prosperidade para todos. Os ODS são uma referência importante para as empresas que desejam adotar práticas sustentáveis e contribuir para o desenvolvimento sustentável global.

PALESTRA
Resíduos, Lixo Zero e Certificação

A Gestão de Resíduos é uma preocupação crescente no mundo moderno, onde a sustentabilidade se tornou um aspecto crucial para a saúde do nosso planeta e o bem-estar das futuras gerações. Visando promover este conceito vital, a palestra “Resíduos, Lixo Zero e Certificação Lixo Zero” foi pensada para atender às necessidades das empresas e organizações que buscam compreender, mas também implementar práticas sustentáveis em sua gestão de resíduos.

O foco principal desta palestra é explorar os fundamentos da gestão de resíduos sob a ótica do Lixo Zero. Ela aborda uma variedade de estratégias eficazes para minimizar a geração de resíduos, destacando a importância da redução na fonte, reutilização e reciclagem. Estas práticas são essenciais não apenas para a redução do impacto ambiental, mas também para a promoção de um estilo de vida e de operações empresariais mais sustentáveis.

Um aspecto chave da palestra é a introdução à Certificação Lixo Zero. Esta seção detalha os critérios necessários para que uma organização seja reconhecida como Lixo Zero, além de discutir os benefícios significativos dessa certificação. Tais benefícios não se limitam apenas a melhorias ambientais, mas também incluem vantagens competitivas no mercado e a valorização da imagem corporativa.